terça-feira, dezembro 05, 2006

Hugo Chávez venceu, como esperado, as eleições presidenciais na Venezuela, com 62.57% (6.857.485 votos), com uma subida face aos resultados por si obtidos nas eleições anteriores: 59% - 5,800,629 votos), e largamente à frente do candidato Manuel Rosales (37.18%). Igualmente significativo foi a manutenção dos nível de abstenção (25,03%), que havia sido apontada pela coligação que apoia Chávez como o grande perigo a combater numas eleições cujo resultado já vinha há muito dado como assegurado. Mais uma vez, as eleições revelam um alargado e mobilizado apoio popular no programa bolivariano. (Para um resumo de anteriores resultados de Chávez em eleições e referendos ver)
A esquerda ganhou, recentemente, novo ímpeto na América Latina com a eleição presidencial de Rafael Correa no Equador, e com a eleição de Daniel Ortega na Nicarágua. Com as devidas diferenças de caracter revolucionário que cada um destes líderes terá, não deixa de ser extremamente significativo a eleição de um número de dirigentes com posições menos submissas às directivas do seu vizinho ao norte e de forte empenho pela colocação dos seu recursos naturais, em particular os hidrocarbonos, em benefício dos seus países e povos.

2 comentários:

magnolia disse...

É verdadeiramente interessante ver os posts e comentários por essa blogosfera fora, contra o Hugo Chávez. Digo interessante porque parece que vêm de mentes ressabiadas que não percebem que não são eles que têm de gostar do Chávez, mas sim o povo venezuelano. E este sabe bem o que quer. Caricata a forma como desencam no Chávez e esquecem os faxistas que nos governam!

vermelho vivo disse...

Escrevi sobre este asunto no blog "vermelho vivo" com o título NOVA ORDEM, convido à sua consulta.