sábado, abril 14, 2007

Apaga essa chama

Já aqui tenho defendido que não será ignorando o crescente nacionalismo de direita em Portugual que lhe vamos fazer frente. Há que lhe fazer combate, desmascarando-o como um movimento fascista, retrógrado, xenófobo, anti-comunista, e contrário ao espirito da Constituição Portuguêsa. Está cada vez mais activo, organizado e ambicioso, e se não for a esquerda progressista a fazer-lhe frente, ficarão com o caminho livre e facilitado pela comunicação social. Leiam a entrevista que José Pinto Coelho, presidente do PNR, deu ao jornal SOL. E vejam como a Juventude Nacionalista irá hospedar, no próximo fim de semana, a I Conferência Internacional dedicada ao tema "Activismo Nacionalista", que irá contar com a presença de organizações de extrema-direita europeias, incluindo o NPD (Alemanha), FPO (Austria), Fiamma Tricolore (Itália), PNOS (Suiça), Noua Dreapta (Roménia), e o BNP (Grã-Bretanha), e que só não contará com a presença da Frente Nacional Francesa devido às eleições presidenciais nesse país.

4 comentários:

Samir Machel disse...

Está a atingir uma fase preocupante.

Temos que fazer como éramos putos nas festas de aniversário. Agora todos ao mesmo tempo: bubububububuuuuuuuuu...

PeDuke disse...

Não sei… Se calhar poço a estar a ver mal as coisas. Mas penso que o segredo do PNR é a sua mediatização, devido simplesmente a ser o único partido de extrema-direita. Por este motivo, os Médias dão-lhe toda a cobertura, muito mais cobertura que aos partidos ditos "históricos". A maneira de abafar o PNR é mantê-lo fora das manchetes dos jornais, colocando-os de novo no anonimato.

Cada vez que se fala está-se a dar mais força à sua causa. E muitas pessoas podem ir na cantiga do bandido, principalmente que esta cantiga tiver uma grande dose de uma certa demagogia, como é caso do anti-neo-liberalismo, do nacionalismo, do anti-imigração…

Pela mesma razão, penso que os próprios blogs de esquerda devem tentar escrever o menos possível sobre este tema. Em Torres Novas, cidade da “província” pouco fala-se de PNR, as pessoas não o conhecem. Por mim, continuará assim.

Anônimo disse...

Queria chamar os camaradas para o texto no
http://monarquico.blogspot.com/

Onde estão os Heróis de Abril?

Malditos!

ARUP

Anônimo disse...

CAROS AMIGOS,



O movimento cívico "PAREM O PNR" foi criado no dia 25 de Abril de 2007. Após a tomada de consciência que era imperativo agir determinadamente perante o renascimento do nazi-fascismo no nosso país, um grupo de cidadãos de vários quadrantes políticos decidiu reunir-se e lançar as primeiras bases daquela que será a plataforma que irá congregar vários movimentos, organizações e partidos anti-fascistas, anti-racistas, anti-homofóbicos e anti-semitas. Somos um movimento pela liberdade e pela democracia, por isso opomo-nos ao totalitarismo, ao obscurantismo, à tirania e à opressão ditadas por estes nazi-fascistas. Além disso, o movimento dispõe deste blogue, que servirá como "depositário" de informação relativa ao PNR e ao movimento skinhead neo-nazi português, para que desta forma, todos os portugueses que "navegam" na Internet saibam com que linhas se coze este partido. Aqui será provado que estes senhores são os supremos violadores do Artigo 240º do Código Penal e do Artigo 46º da Constituição da República Portuguesa. Juntos combateremos a corja nazi-facista! Juntos lutaremos pela liberdade! Juntos por um Portugal livre!



http://anti-pnr.blogspot.com/



AJUDE-NOS A DIVULGAR O MOVIMENTO!

DIFUNDA O SITIO DO MOVIMENTO!

28 DE SETEMBRO NAS RUAS DE LISBOA CONTA O FASCISMO!