sexta-feira, maio 31, 2013

Parede Geral

Há dias, folheando um dicionário, apreendia que parede também significa greve, e que historicamente (talvez no Brasil, não sei se também em Portugal) este último termo é mais recente. Assim, podemos referir que os trabalhadores do Metro fizeram parede, a CGTP e UGT planeiam uma parede geral para 27 de Junho, e falar dos paredistas e do piquete de parede. É daqui que vem a expressão furar a greve ou a paredeParede reflecte a força da união e a linha de demarcação de classe, detrás da qual os trabalhadores em solidariedade encontram apoio e força.

«O nosso calão académico tinha a pitoresca expressão fazer parede: isto é, combinarem-se todos os estudantes de uma cadeira para não irem à aula. A ela correspondia naturalmente a metáfora furar a parede, se um quebrava o ajuste. Ultimamente introduziu-se greve, palavra vinda das esferas industriais; mas em vez de se dizer faltar à greve, ou expressão análoga, adapta-se à greve o furar da expressão antiga, e diz-se também furar a greve, sem aquela propriedade com que se dizia furar a parede, visto que parede é um objecto material, e greve não o é neste sentido» (Lições de Filologia Portuguesa, J. Leite de Vasconcelos. Rio de Janeiro: Livros de Portugal, 1966, 4.ª ed., p. 352). [citado aqui]

Um comentário:

Margarida Rodrigues disse...

Aprecio muito o seu blog. Todos os dias tenho visitado o mesmo e delicio-me com os seus posts. Espero que continue com o bom trabalho.

Cumprimentos

Margarida Rodrigues Fonseca Dias
http://www.europeanemaildatabases.com