sexta-feira, abril 04, 2008

Processo disciplinar por dizer a verdade


Pedro Jorge, Electricista e dirigente sindical, interveio no Programa Prós e Contras de 28/1/2008. Motivo invocado esta semana pelo patronato para lhe mover um processo disciplinar para despedimento: dizer a verdade em público! No vídeo anexo reproduzimos as 4 intervenções de Pedro Jorge no programa. São um libelo à liberdade que nos têm destinada as classes dominantes: a liberdade dos escravos. Por Abril, a luta continua! As liberdades defendem-se exercendo-as!

Força camarada Pedro!

5 comentários:

Anônimo disse...

E muito bem. Qualquer empresa decente teria feito o mesmo. Uma falta de lealdade a toda a prova. A verdade é que este jovem é um bocado apalermado. Com 1200 euros/Mês para um casal, vive melhor que muitos portugueses.

Fernando Samuel disse...

Foi assim - exercendo-as sem pedir licença a ninguém - que as conquistámos em Abril.

Anônimo disse...

25 DE ABRIL SEMPRE.
- E ainda há quem diga que a escravatura não existe:-O Paulo Jorge esta a ser tratado como um escavo propriedade de dita empresa...Esta acha-se no direito de o processar disciplinarmente por algo que disse no tempo que ele julgava ser o seu tempo, o espaço tempo onde ele Paulo Jorge seria senhor de si...que não tinha contas a prestar a ninguém...etc,etc.
-Mas estava enganado...os senhores aquém vende a sua força de trabalho tem o braço longo e não permitem essa liberdade ao neo-escravo. -Claro que o neo-escravo recorre para o tribunal e ganha o processo aos esclavagistas-Estes sabem muito bem disto mas também sabem que os outros Paulos e os outros Jorges deste mundo pensaram duas vezes antes de abrir a boca contra aqueles que se julgam seus senhores e muitas das vezes são...
Se existisse justiça a dita empresa seria julgada por varios crimes 1ºAtentado à liberdade de expressão e pensamento.
2º Crime de esclavagismo na forma tentada de um seu funcionário.
3ºAtentado contra a vida privado do individuo.
etc,etc....
VIVA A LIBERDADE ABAIXO O FASCISMO!

formiga no carreiro disse...

Apesar de nos tentarem calar a todo o custo, nós verdadeiros sindicalistas (CGTP), jamais nos calaremos, nem nos vergaremos, perante estas politicas vergonhosas e pidescas de que estamos a ser vitimas, a luta continua!

André Levy disse...

Vejam o artigo de Manuel Gouveia no Avante! sobre o caso do Pedro Jorge.