domingo, janeiro 11, 2009

Sim é possível ...

Que nem o vírus da gripe, a ideia de que o lema do PCP "Sim é possível" é um aproveitamento das ideias de campanha do Barack Obama tem-se espalhado entre as cabeças ocas dos comentadores que pensam que já sabendo tudo nunca se dão ao trabalho de verificar nada. Comentadores que só reagem ao que ouvem, pensam enquanto falam, e acham que o estudo e verificação é tarefa que abandonaram na faculdade.

No seguimento do XVIII Congresso do PCP, onde esse lema foi usado por Jerónimo de Sousa, essa associação foi feita. Na altura muitos terão protestado junto da comunicação social. Eu próprio assinalei o equívoco na Jangada, usando até a foto à esquerda, de 2004, como prova de que o PCP tem utilizado a expressão "Sim é possível" em várias campanhas, incluindo "Sim é possível, um PCP mais forte". Quanto muito poderiam acusar o PCP de usar muito essa expressão, mas a precedência face ao Obama é clara.

No lançamento da campanha do PCP «Sim é Possível! Uma Vida Melhor» cários foram os comentadores e perdigotos de jornal a fazerem novamente a associação. Por exemplo, no Público de 9 de Janeiro, na faixa superior de uma página, surgia o seguinte texto:
PCP lança campanha com lema de Barack Obama
"Sim, é possível uma vida melhor!" é o lema da acção nacional que o PCP lança amanhã num comício no Porto. A acção usa como lema uma paráfrase da frase de campanha de Barack Obama - Yes, we can -, que foi, aliás, estreada por Jerónimo de Sousa no XVIII Congresso.
Vários terão sido os protestos, novamente. Eu enviei uma carta aos editores e provedor do Público, cujos endereços aqui coloco como incentivo a que se enviem sempre cartas de protesto ou comentário.

publico – publico@publico.pt
José Manuel Fernandes – jose.manuel.fernandes@publico.pt
José Vítor Malheiros – jvm@publico.pt
Provedor do Público – provedor@publico.pt
Caros Srs
No topo da Página 7 do Público de Hoje surge a notícia, com fotografia de Jerónimo de Sousa [ver texto acima citado nesta entrada]
Esta nota inclui dois erros, interligados. O lema "Sim, é possível" não foi um lema estreado no XVIII Congresso do PCP, em Nov/Dez de 2008, mas sim um lema utilizado desde em 2004. Foi utilizado na forma «sim, é possível um PCP mais forte» em 2004, no XVII Congresso o PCP (ver por exemplo), ou na resolução do Comité Central do PCP na sua reunião de 11 e 12 de Novembro, que aprovou uma resolução intitulada «Sim, é possível! Um PCP mais forte» (ver por exemplo ). Ver também foto em anexo. No XVIII Congresso Jerónimo de Sousa usou uma variante deste anterior lema do PCP «Sim, é possível uma vida melhor».
Implicar a associação dos dois lemas é um descuido jornalístico a dois níveis. Primeiro os lemas são diferentes. O lema de campanha de Barack Obama de 2007 é mais rigorosamente traduzido como "Sim, nós podemos" (Yes we can). Segundo, além dos lemas serem distintos, a versão usada pelo PCP "Sim, é possível" foi, como comprovado, usado anos antes da campanha de Barack Obama ter lançado a sua campanha eleitoral. Assim, mesmo que fossem idênticos, o que não é o caso, o mais correcto cronologicamente seria que Obama se havia inspirado num lema do PCP, o que é tão absurdo como a nota do Público implicar que Jerónimo de Sousa se ter inspirado no lema do Presidente-eleito do EUA. Implicar a precedência do lema de Obama é um erro, facilmente provado, e uma implicação fraudulenta do Público aos seus leitores, cuja correcção importa corrigir.
Pelo rigor jornalistico
Os meus cumprimentos
Demonstrando que é possível penetrar, ainda que um niquinho, a imprensa burguesa, na coluna do Provedor do Público de hoje surge o seguinte texto:
O PÚBLICO tem dito e repetido, sem para o efeito invocar qualquer fonte, que o PCP copiou o seu actual slogan "Sim, é possível uma vida melhor!" do da campanha eleitoral de Barack Obama, "Yes, we can". De facto, um pode ser a tradução do outro, mas já em 27 de Dezembro um leitor anónimo alertava o provedor: "Não me parece nada normal que insistam que o slogan do PCP para o início deste ano seja inspirado na campanha de Obama. Basta uma breve consulta ao Google e percebe--se de imediato a origem do mesmo slogan. Este vem da Conferência Nacional do PCP que se realizou em 2003 (...). O slogan era 'Sim, é possível, um PCP mais forte!'. Eu ainda vou acreditando que 'sim, é possível' alguma decência neste país e na vossa classe profissional". Entretanto, a reincidência na comparação, na notícia PCP lança campanha com lema de Barack Obama, publicada na pág. 7 da edição da passada sexta-feira, levou a novas reclamações. "Em 25 de Outubro de 2004, o PCP já tinha apresentado uma frase de campanha que, concretamente, dizia: 'Sim, é possível. Melhores salários. Mais segurança'", escreveu Lélio Fidalgo. "Provavelmente o(s) autor(es) desta notícia ouviram, aquando do último Congresso do PCP, alguém dizer semelhante asneira, repetiram-na mas não cuidaram de saber se havia alguma verdade nessa afirmação". E acrescenta André Levy: "O mais correcto cronologicamente seria que Obama se havia inspirado num lema do PCP, o que é tão absurdo como o PÚBLICO implicar que Jerónimo de Sousa se pode ter inspirado no lema do Presidente-eleito dos EUA. Implicar a precedência do lema de Obama é um erro, facilmente provado, e uma implicação fraudulenta do PÚBLICO aos seus leitores, que importa corrigir. Pelo rigor jornalístico".
Embora tenhamos no Avante! a verdade a que temos direito, temos também direito a ser bem informados pelos meios de comunicação social burgueses, e eles têm a obrigação ética e legal de nos transmitir informação correcta. Para insinuações, fantasias, calúnias e especulações há o espaço de opinião. Na componente de justiça deve reinar a correcção. E é nosso dever velar por essa correcção.

Um comentário:

Hugo Besteiro disse...

estás enganado.. o lema até é mais antigo.. A campanha «Sim, é possível! Um PCP mais forte» vem duma Conferência Nacional de Junho de 2002 como poderás comprovar pelo site da Conferência ou pelo Militante de Agosto desse ano..

abraço
hb